segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Terminator Genisys...

Ok, muita gente ficou surtada com o primeiro trailer do novo filme do Exterminador do Futuro... Confesso que eu não fiquei. Ao menos não nas primeiras 6x que o assisti, mas depois de 25x, deixe-me dissertar um pouco sobre o que espero desse filme.


Meu argumento foi aquele que me fez não gostar do terceiro filme da série... Que eu saiba, robô não envelhece. Ou envelhece?

Os modelos T-800 (do primeiro filme) e T-850 (do segundo) são esqueletos de metal sob tecido vivo... E o que acontece com tecido vivo depois de muito tempo? Exato... Envelhece...

E por que o T-850 envelheceu, se era jovem quando foi enviado durante a adolescência de John Connor para protegê-lo do T-1000 (de metal liquido). No terceiro filme, não havia uma explicação, por isso era tão ridículo, em Genisys, pode ser diferente.

Quando Kyle Reese foi enviado para impedir o T-800 de matar sua mãe (primeiro filme), todos nós sabemos o que aconteceu... Mas e depois?

Pelo que entendi do trailer, a Skynet, depois do fracasso do modelo T-800, ao invés de mandar o T-1000 na adolescência de John Connor (como fez no segundo filme), ou mesmo do seu nascimento, resolveu atacar na infância de Sarah Connor, para eliminá-la.

John não teve escolha a não ser mandar um T-850 convertido (como fez no segundo filme) para proteger Sarah, muito antes de Kyle chegar.

O T-850 foi enviado na infância de Sarah Connor para protegê-la, conseguiu parar o T-1000, ao menos por um tempo, já que todos sabemos que ele só pode ser destruído sob circunstâncias realmente únicas, e protegeu, desde então.

Durante a fase adulta de Sarah, foi ao encontro do T-800 enviado no primeiro filme e o destruiu, agindo como gatilho para o envio do T-1000, à infância de Sarah.

Quando Kyle Reese chega ao passado, encontra Sarah treinada pelo T-850 e tão badass (ao menos o mais próximo que Emilia Clarke consegue chegar de Linda Hamilton) quanto à Sarah que conhecemos no segundo filme.

No trailer podemos ver uma casa muito semelhante a de Miles Dyson, mas algo inesperado acontece, poderia ser a Skynet mandando um exterminador ela própria, para proteger aquele que seria seu criador. Ou uma armadilha, sabendo que, em um último recurso, Sarah atacaria aquele homem para evitar o dia do julgamento.

Vemos ainda a batalha no futuro, que continua se desenvolvendo, provavelmente são as máquinas atacando a central onde a máquina do tempo se encontra, que deve ser protegida pelos humanos, no discurso poético de John Connor (o mais fraco visualmente desde o terceiro filme, na minha opinião).

Vemos também Sarah Connor dirigindo um ônibus escolar, com Kyle e outro homem armado, provavelmente o T-850 dentro, enquanto outro exterminador, muito parecido com o T-850 (provavelmente o T-1000, disfarçado), salta de moto no teto (that fan service).

Em um misto de Star Trek (esse reboot, feito pelo J.J. Abrams), onde o futuro como conhecemos é alterado por uma viagem no tempo, e X-Men Days of Future Past onde teremos vislumbres do futuro enquanto os eventos se desenrolam no passado, a série parece estar voltando aos trilhos, depois do mediano Salvation.

Só digo pra vocês... Se essa for realmente a premissa de Genisys, acho que teremos um reboot realmente bom aqui e possivelmente o primeiro episódio de uma nova saga dos exterminadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário