sábado, 6 de dezembro de 2014

The Game Awards - parte 2

Depois de vermos todos os premiados da noite e reverenciarmos os grandes ganhadores, vamos para a parte mais subjetiva da coisa. Nesse tipo de evento é impossível não formular suas próprias conclusões sobre diversos assuntos, mas é importante separar o que foi a premiação e as conclusões pessoais.



A noite como um todo foi bem interessante e farei comentário sobre os seguintes aspectos: a premiação e o que eu esperava, o evento e seus impactos e jogos novos e expectativas.   

Nem sempre o jogo para o qual nós torcemos é o vencedor, mas é preciso reconhecer a qualidade dos premiados e admitir que o evento foi seriamente organizado, abrangendo diversos quesitos e reunindo muitos meios de comunicação reconhecidos e que estão sempre a par de todos os lançamentos. Podemos não concordar com a opinião de muitos desses sites e não confiar nas notas e críticas veiculadas, mas não são as nossas opiniões individuais que retiram o status de referência que esses veículos têm no mundo gamer.


As categorias abrangeram aspectos importantes analisados nos jogos, mas eu faria uma separação entre jogos mobile e portáteis, já que são plataformas que exigem jogabilidade diferenciada entre elas e que a indústria está com olhos especiais para celulares e tablets na produção e lançamento de jogos. Isso contribuiria bastante para as análises. Surgiram alguns bochichos quanto ao vencedor de melhor jogo mobile/portátil, Hearthstone: Heroes of Warcraftque desbancou jogos como Bravely Default. Os dois são títulos bem diferentes e a jogabilidade nos consoles portáteis e nos tablets e celulares é bem diferente, seria interessante mudar um pouco e dividir esses dois gêneros. 

Fiquei muito feliz por Valiant Hearts ter ganho Melhor narrativa e o Change, mas seria bem interessante deixar mais claro como foram os critérios de escolha e de onde nasceu essa ideia, porque muitas pessoas questionaram essa "influência social", que seria critério para o prêmio. 

O prêmio de melhor jogo de corrida/esporte me surpreendeu. Sabia que as chances de Mario Kart 8 ganhar eram muitas, mas Forza Horizon 2 tem uma grande qualidade e uma legião de fãs. O quesito diversão deve ter pesado mais para MK8.

A Nintendo, empresa tão criticada nos últimos tempos pelo mal número de vendas que o Wii U apresenta, a falta de um serviço online em consonância com a realidade atual dos games e jogos online, a falta de jogos de Third-party, entre outras críticas, foi a grande premiada da noite e ainda conseguiu mostrar um novo título de Zelda que muitos estavam esperando. Isso tudo foi na contramão do que vem sendo discutido e publicado atualmente, o que deve ter feito muita gente pensar sobre o papel e a atuação da Nintendo. Espero que, mesmo com o prêmio, a empresa implemente as melhorias que os fãs esperam. 

Por fim, esperava que Bayonetta 2 ou Dark Souls 2 levassem o título de Melhor do ano. Como ainda não joguei o Dragon Age: Inquisition, nem posso falar muito sobre, mas aumentou a minha expectativa em jogá-lo. 

Esses eventos podem ser formadores de opinião para muitos jogadores, que acabam utilizando premiações como essa para decidirem os próximos jogos a serem adquiridos. Cada um acompanha as notícias sobre jogos como preferirem, mas os grandes eventos acabam roubando os holofotes, vide E3, por exemplo.  O que é transmitido nesses eventos ganha foco e o que recebe prêmios pode ganhar em vendas. Não acho que não tenha impacto perante os jogadores, não é só mais um prêmio estampado na caixinha do jogo. Mesmo que as vendas não aumentem, a discussão e a repercussão que o evento trazem já são suficientes para mudar o panorama.

Algumas pessoas podem ser contra os eventos desse tipo justamente por trazerem um foco que pode ou não ser deturpado, influenciando escolhas dos jogadores (poucos, acredito) ou ditando o rumo da produção de novos jogos (aqui a influência parece maior). É você pode não concordar, mas é um caminho sem volta. Os principais meios de entretenimento atualmente possuem premiações do tipo, não seria diferente nos jogos eletrônicos, ainda mais com a repercussão que eles ganharam nos últimos anos. 
O evento parece ter agradado em geral e com certeza terá mais edições. 

A pergunta que fica é: será que as empresas terão mais cuidado na realização dos seus jogos também pensando na repercussão pública que ele pode ter nesses eventos? Afinal, é uma nova forma de reconhecer algo que é bom e, como já foi mencionado, dar foco à produção. Claro que nenhuma produtora faz jogos para ganhar prêmios (esperamos), mas ganhar prêmio por algo muito bem feito é um tipo de reconhecimento que impacta muito quem produziu, quem sabe até mais do que quem jogou. Não seria um motivador para melhores produções? Ou reconhecer determinado jogo só ditará uma receita de como devem ser produzidos os novos títulos, deixando o mercado saturado de "mais do mesmo"?  

O evento trouxe MUITOS teaser, trailers e gameplays. Não é algo que o público costuma esperar em uma premiação, afinal, o foco é premiar os jogos lançado e não se sabe como esses jogos novos ganharam espaço no evento. Fica esse mistério no ar e até algumas desconfianças sobre a seriedade dessas escolhas. Isso seria sanado com esclarecimentos mais diretos sobre o que será mostrado no evento, quais foram os critérios de escolha. 

Os jogos de produtoras independentes estão ganhando bastante espaço e as grandes produtoras também mostraram coisas interessantes, mas ainda assim muitas pessoas sentiram falta de algo diferente, de um entusiasmo novo... Isso mudou para muitos depois do final do evento, com a apresentação do novo título de Zelda, empolgando muita gente. 

Analisando de forma geral não foi uma premiação inesperada. Muitos dos candidatos já foram reconhecidamente intitulados como muito bons pelos jogadores. A única indicação questionável pode ter sido Assassin´s Creed Unity, para Melhor jogo de ação/aventura, diante de todos os problemas que o jogo apresentou. 

Vamos ficar de olho nas próximas premiações e no impacto que elas terão, esperando que coisas positivas sempre aconteçam a favor dos jogadores e dos games. 

;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário